Odisseia

«Mas está oculto no seio dos deuses se voltará ou não, para se vingar deles na sua casa.» (Homero)

“Imigrante ambiental”

Posted by atrida em Quarta-feira, Março 12, 2008

Se dúvidas ainda existissem sobre um dos principais motivos por detrás da histeria quanto ao “aquecimento global”, elas foram desfeitas por um relatório de dois altos funcionários ditos europeus: Javier Solana e Benita Ferrero-Waldner. Dizem os insignes coveiros do velho continente que o aquecimento global está a gerar um novo tipo de imigrante: o “imigrante ambiental” (sic) e que a Europa se deve preparar para uma vaga destes imigrantes.

Tal como o colonialismo é suposto envergonhar os europeus e levá-los a aceitar vagas de imigrantes que fogem de uma miséria da qual nós deveremos ser os culpados, também o aquecimento global, causado pelas economias mais desenvolvidas, nos deve apiedar dos pobres migrantes vítimas dos nossos desmandos industriais. Com uma “vantagem” adicional para a Europa: num contexto de declínio populacional os imigrantes ambientais vão aumentar e rejuvenescer a sua população!

Os governantes europeus, que não estão interessados numa política de natalidade e  que, pelo contrário, promovem o aborto e a desagregação familiar, mostram a sua verdadeira face: o seu objectivo é pura e simplemente a diluição dos europeus numa massa de povos vindos um pouco de todo o mundo, desenraízados, manipuláveis, movidos apenas por interesses económicos.

Pobre Europa, que está nas mãos desta gente mesquinha e indigna.

Anúncios

4 Respostas to ““Imigrante ambiental””

  1. Fritz said

    Aquecimento global?!

    Nem de propósito, um dos Invernos mais frios em muitas partes do Hemisfério Norte (nomeadamente na Ásia, na América do Norte e no sudeste da Europa),depois de um Inverno também frio no Hemisfério Sul.

    Recomendo sobre este assunto este link, de um site muito interessante: http://www.globalwarminghoax.com/news.php?extend.48
    (as imagens que comparam a Ancárctida de 1979 com 2007 são um “must”)

    Parece nem lhes passar pela cabecinha que os factores de variação climática de origem humana (com excepção de uma hipotética deflagração nuclear generalizada que, essa sim, teria enormes implicações) são “negligenciáveis” quando comparados com factores naturais (actividade solar, órbita da Terra…) e que, muito antes de existir o Homem na Terra já o clima do planeta oscilou em muitíssimas ocasiões ao longo do seus 4500 milhões de anos (e, por vezes, de forma bem radical).

    (CO2 que representa uns significativos…0,038% da atmosfera)

  2. O Réprobo said

    Além de que as emissões que dizem ser mais culpadas do fenómeno são hoje em dia muito mais essenciais aos países exportadores de migrantes do que aos receptores.
    Abraço, Caro Átrida

  3. Carlos Portugal said

    Para além do mais, o CO2 é 1,5 vezes mais denso do que o ar atmosférico, e portanto nunca pode elevar-se às altas camadas da atmosfera para gerar o tal «efeito de estufa» (já considerado por climatologistas como a maior fraude científica dos últimos cem anos), acumulando-se junto ao solo e indo dissolver-se nas águas dos oceanos e rios, ou sendo aproveitado pelas plantas para a sua fotossíntese.

    O mesmo aconteceu com o disparate do «buraco de ozono», quando o ozono (O3) em nada difere do oxigénio molecular (O2) em termos de filtragem de radiações. Os verdadeiros escudos da Terra são o campo magnético terrestre, formando as Cinturas de Van Allen e a humidade atmosférica. Se a humidade diminuir significativamente, haverá mais radiação UV a chegar à superfície.

    É claro que esta e as outras histerias ambientalistas dirigidas têm três finalidades:
    1 – asfixiar o desenvolvimento do 3º e 2º mundos, como muito bem escreveu o meu Caríssimo Amigo Réprobo.
    2 – Criar nichos de mercado para indústrias dos «amigos».
    3 – Extorquir mais dinheiro às populações através de «impostos ecológicos».

    Uma vergonha, uma impostura incríveis, como se vê. A este propósito, valerá a pena ler a Declaração de Manhattan, resultante da Conferência Internacional sobre o clima.
    Link: http://www.heartland.org/Article.cfm?artId=22866

    Quanto à miscenização intentada pelos cães de fila do globalismo, esta tem outra finalidade: a partir da 5º geração de mestiçagem absoluta, a fertilidade da descendência desaparece, tal como acontece com outros mamíferos. É a Natureza a defender-se da destruição das raças – necessárias a vários níveis.

    É claro que os globalistas sabem disto, e convém-lhes de sobremaneira, para o plano de «despopulação» planetária em curso, «a bem da economia»… Tal planificação foi primeiramente estabelecida num relatório («Global 2000») entregue por Henry Kissinger ao então presidente Jimmy Carter, prevendo a redução «por vários meios» da população mundial em 80% durante o século XXI.

    Enfim, para terminar, uma redução substancial do CO2 atmosférico levaria à desertificação da maior parte do planeta. Como imbecilidade, é difícil fazer melhor…

    Um abraço.

  4. Hi my own significant other! I need to state that this article is actually remarkable, fantastic authored accessible having the majority of significant infos Aalborgsteamcarwash.Dk. I’d like to seem more articles in this way .

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: