Odisseia

«Mas está oculto no seio dos deuses se voltará ou não, para se vingar deles na sua casa.» (Homero)

Gauche caviar

Posted by atrida em Terça-feira, Maio 27, 2008

Mais uma vez Cannes oferece o triste espectáculo da sua feira de vaidades. Sempre achei grotesco e ridículo o espectáculo das vedetas a saírem do seu carro, andarem no tapete vermelho e posarem para os fotógrafos. Toda a futilidade francesa no seu maior esplendor! Aquela gente ainda pensa que é o farol da cultura e o paradigma do requinte!

Esta atitude de indigente suficiência assume cumes de ridículo em Cannes. E só fica completa com a atribuição de galardões a filmes de forte pendor esquerdista e/ou politicamente correcto. Este ano foi o de melhor actor para o intérprete do sanguinário Che. A Palma de Ouro já distinguiu “Fahreneit 9/11” de Michael Moore (no ano em que Bush procurava a reeleição…), “O Pianista” de Roman Polanski (é sempre eficaz lembrar os dramas do Holocausto quando Israel procede a acções mais musculadas contra os palestinos – e 2002 foi o ano em que a Segunda Intifada estava no auge) e realizadores insuportáveis como Lars von Trier ou Quentin Tarantino.

Que bem que casam o progressismo com o vison e o jantar regado a Don Pérignon!

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: