Odisseia

«Mas está oculto no seio dos deuses se voltará ou não, para se vingar deles na sua casa.» (Homero)

Começa bem

Posted by atrida em Terça-feira, Novembro 11, 2008

É uma estreia em grande para o grande vector da mudança estado-unidense: «a imprensa israelense comemorou nesta quinta-feira a escolha feita pelo presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, de Rahm Emanuel, cogitado para o cargo de secretário-geral da Casa Branca, destacando suas origens israelenses». O jornal Maariv apresenta Rahm Emanuel como “o nosso homem na Casa Branca” (sic). O irmão de Emanuel, convicto, afirma que “É evidente que ele vai influenciar sobre o presidente para que ele seja pró-israelense. Por que ele não o faria? Será que ele [vai] conseguir deixar sua consciência fora da Casa Branca?”

É uma questão que não deixará de atormentar a AIPAC e seus amigos.

Advertisements

10 Respostas to “Começa bem”

  1. Ainda se fosse um Rahn…

    Já regressei das Espanhas, onde conheci entusiastas e conhecidos do Prof. António José de Brito e do Júlio Prata… passei horas com o Prof. Alberto Buela, ficou fascinado pela “teoria vertical” que nós, portugueses, divulgamos nas III Jornadas da Dissidência.

  2. NC said

    Em que consiste a “teoria vertical”?

  3. Optio said

    NC,
    Não esperes resposta vertical desse personagem. Olha o que diz um dos últimos camaradas dele (Vitor Ramalho) em resposta a uma provocação por parte desse espécime:
    “-Um burro carregado de livros não é doutor.
    Portanto podem até dizer que são de esquerda do centro do lado, para mim, isso é passar para o campo do politicamente correcto e não ser capaz de assumir o que realmente eles são ou deveriam ser. Ser revolucionário significa quebrar as grilhetas de tudo o que o sistema nos tenta impingir por conseguinte não alinhar nesses chavões e prateleiras que a burguesia nos tenta impingir.
    Depois tenho pena do ex camarada mas as palavras são tuas. Nunca te esqueças que quando foi preciso estar do teu lado, não fugi e aguentei com as consequências.
    Depois reages muito mal às críticas e aos reparos isso não é bom porque estamos sempre a aprender e não devemos julgar que somos donos da verdade.
    se te fiz um reparo no poste anterior foi por amizade e por não compreender essa tua ligação a um movimento ligado ao mais reaccionário que existe e à maçonaria.
    (Vítor Ramalho)”

    Ser vertical não é só andar com as da frente levantadas.

    Atrida,
    afinal vais ou não vais ao leitão?

  4. Bom, respondendo ao NC e ignorando o agente provocador:

    A “teoria vertical” retrata o que a TIR tentou fazer e uma quantidade cada vez maior de europeus também tenta, o sistema tem um ponto de vista horizontal, com uma direita, uma esquerda e um centro.

    Para romper com o sistema a acção deverá ser vertical, no seu eixo constam tanto a direita como a esquerda revolucionárias. Essa ruptura de união na acção subversiva será atingida quando a extrema-esquerda, os nacionalistas, os anarquistas, os comunistas e um não tão longo etc consigam definir e mover-se contra o inimigo comum (a extrema-direita sionista e o capitalismo global).

    Enfim, é uma teoria simples à qual adicionamos o testemunho da participação em diversas acções de extrema-direita (PNR no 1º de Maio, e outros momentos houveram) e de extrema-esquerda (PCP e BE nas acções contra a co-incineração, e outros momentos mais ainda houveram) no tempo da TIR.

    Não fui eu que a expus – ficou a cargo do Filipe Ferreira, a minha intervenção passou pela exposição das alternativas possíveis à globalização (Lusofonia, Pan-Latinismo e Eurásia) seguindo a mesma linha de raciocínio das sínteses necessárias para o século que ainda agora começou, inclinação que já tinha indicado na entrevista que dei à “Krisis21” nº 6 e no meu artigo na “Nova Águia” nº 2.

    De resto, estarei dia 25 deste mês em Moscovo com Alain de Benoist e com Aleksandr Dugin (se nenhum contratempo houver) onde discutiremos esta e outras temáticas na Universidade de Moscovo.

    Surge um novo modo de estar e de agir na política no século XXI, e desta vez encontram-se nesta vanguarda teóricos portugueses (algo só ocorrido anteriormente nos tempos da Jovem Europa do Thiriart).

  5. atrida said

    Caro Flávio, isso é um pot-pourri ainda mais confuso que todo o universo “clássico” nacionalista! Se, por hipótese meramente académica, algum dia essa corrente triunfasse logo as suas facções se digladiariam numa luta fratricida inominável.

  6. Optio said

    Não sei bem porquê mas depois de ler (sem conseguir codificar) isto, veio-me à memória aquela cena da luta na sala de espelhos num filme do Bruce Lee!
    Na verdade também pensei num hospital psiquiátrico.

  7. Citando a carta de Carlos “o Chacal” a Michel Lajoye: “primeiro derrubamos o sistema, depois preocupamo-nos uns com os outros”.

    É a via nacional-comunista, esta semana já diversa juventude nacionalista espanhola seguiu o exemplo e marchou ao lado do PCE, na Itália o Blocco Studentesco tentou o mesmo mas com o insucesso que conhecemos.

    Caro Atrida, o que posso dizer é que o universo ‘clássico’ do nacionalismo português não fez nada digno seja do que for nas últimas décadas, os espanhóis não ouviam um português falar desde os tempos do Verão Quente e a única referência que apontavam era o António José de Brito, as ideias novas foram bem recebidas e seguiram-se convites para muitas mais iniciativas, por cá as ideias novas resultam meramente em insultos baratos, como os do Optio.

  8. Caro Flávio,
    Sem discutir os méritos da iniciativa, que aliás desconheço, não posso deixar passar esta em claro:

    “os espanhóis não ouviam um português falar desde os tempos do Verão Quente”

    Não sei quem eram os tais espanhóis – eles são mais do que muitos, divididos em mil e um núcleos de amigos e três mil e cinquenta e sete tertúlias puristas! -, mas mesmo admitindo que se tratasse de gente toda ela recém-chegada ao cenário, acho estranho que não tivessem ouvido falar um português desde o Verão Quente…!!! E olha que se digo isto é com conhecimento de causa: falaram camaradas portugueses nas mais relevantes manifestações políticas espanholas ao longo dos anos 80, alguns dos quais “figuras públicas”. E ao longo dos anos 90 (e já no séc. XXI) o cenário não se alterou, pelo contrário. Nota que o que dizes é tão pouco verdadeirto que até eu, que falo pouco e só não falo menos porque não posso, já me vi forçado a dizer por lá umas palavras.
    Saudações Nacionalistas, seja lá isso o que seja…

  9. Optio said

    Aprendimos a quererte
    Desde la histórica altura
    Donde el sol de tu bravura
    Le puso un cerco a la muerte.
    Aquí se queda la clara,
    La entrañable transparencia,
    De tu querida presencia
    Comandante che guevara.
    Tu mano gloriosa y fuerte
    Sobre la historia dispara
    Cuando todo santa clara
    Se despierta para verte.
    Aquí se queda la clara,
    La entrañable transparencia,
    De tu querida presencia
    Comandante che guevara.
    Vienes quemando la brisa
    Con soles de primavera
    Para plantar la bandera
    Con la luz de tu sonrisa.
    Aquí se queda la clara,
    La entrañable transparencia,
    De tu querida presencia
    Comandante che guevara.
    Tu amor revolucionario
    Te conduce a nueva empresa
    Donde esperan la firmeza
    De tu brazo libertario.
    Aquí se queda la clara,
    La entrañable transparencia,
    De tu querida presencia
    Comandante che guevara.
    Seguiremos adelante
    Como junto a ti seguimos
    Y con fidel te decimos:
    Hasta siempre comandante.
    Aquí se queda la clara,
    La entrañable transparencia,
    De tu querida presencia
    Comandante che guevara.

    Carlos Puebla

    (Ainda estou todo arrrrepiado!)

    Agente provocador (por enquanto não infiltrado)- sem dinheiro para andar a passear.

  10. Pedro, grato pelo esclarecimento. Pessoalmente desconhecia.

    Falei para Devenir Europeo (de Ramón Bau), Ass. Amigos Léon Degrelle e MSR.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: