Odisseia

«Mas está oculto no seio dos deuses se voltará ou não, para se vingar deles na sua casa.» (Homero)

Piratas

Posted by atrida em Quarta-feira, Novembro 19, 2008

exp_piratas_dinheiroNuma altura em que aumentam os casos de pirataria pelo mundo, da Somália ao Mar da China, sem esquecer a predadora máquina fiscal dos governos e os usurários que por aí pululam, é de saudar a exposição que está patente no Forte do Bom Sucesso, junto ao Monumento aos Combatentes e bem pertinho da Torre de Belém, em Lisboa.

Sob o título “Piratas, os Ladrões do Mar”, a exposição faz um enquadramento histórico da actividade, sucinto mas claro. Nela se podem ver objectos associados à actividade: os mais diversos tipos de armas empregues, roupas, garrafas, moedas. Distinguem-se as diversas formas de pirataria, explica-se a sua evolução temporal e a sua implantação geográfica. Faz-se o retrato dos piratas mais célebres, não faltando uma análise das implicações políticas, comerciais e outras decorrentes da pirataria.

O espaço da exposição não é vasto mas é suficiente para dar uma ideia muito razoável da pirataria ao longo dos tempos. Não falta um cantinho para os mais novos poderem fazer desenhos e pinturas, que podem ser afixados num placard.

O visitante pouco apressado não deixará de visitar a exposição permanente de fotografias de Fernando Farinha sobre a Guerra do Ultramar. Desde a celebração de uma missa ao ar livre no Natal de 1966, em Angola, à marcha de fuzileiros na Guiné, em 1971, passando pela evacuação de feridos debaixo de fogo durante a Operação Nó Górdio, em Moçambique (1972), são várias as imagens fortes e evocadoras da defesa de um Portugal Maior, tanto mais melancólicas quanto constatamos viver há décadas numa época de abandonos, facilitismos e abdicações cobardes.

O belo espaço do Forte do Bom Sucesso permite um olhar demorado e preguiçoso sobre o Tejo, enquanto se podem ver peças de artilharia empregues pelo Exército Português ao longo dos tempos.

(Exposição “Piratas, os Ladrões do Mar” até 31 de Maio de 2009. Redução de preços para casais acompanhados pelos filhos e para reformados.)

Advertisements

2 Respostas to “Piratas”

  1. Diogo said

    Os portugueses foram corridos de África pelas grandes multinacionais que treinaram, financiaram e armaram os «movimentos de libertação». Hoje, são elas os verdadeiros proprietários. Os portugueses nada poderiam fazer contra um apoio aos «rebeldes» que continuaria a escorrer eternamente. O José Eduardo dos Santos é apenas um feitor muito bem pago.

  2. DB said

    Óptima sugestão!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: