Odisseia

«Mas está oculto no seio dos deuses se voltará ou não, para se vingar deles na sua casa.» (Homero)

Antena 0

Posted by atrida em Domingo, Dezembro 28, 2008

Os leitores amantes de música clássica já repararam que a probabilidade de, a qualquer hora do dia, ao ligar a rádio na Antena 2, apanharem pessoas a conversar é, aparentemente, maior que a de poder escutar uma obra? Realmente, é lamentável no que se transformou este canal público: programas  e programas de conversa, debates as mais das vezes estéreis, que mais parecem pretextos para convidar uns amigos para uma tertúlia para ouvinte escutar; quando abeiram temas políticos já se sabe para onde pendem as preferências, melhor dizendo, os preconceitos dos iluminados de serviço. Já com os programas musicais propriamente ditos adopta-se cada vez mais o modelo dos excertos: um andamento de um concerto para piano (quase sempre da época romântica), uma peça para piano (idem), um andamento de uma sinfonia (idem) ou uma ária barroca. Difícil é poder escutar uma obra completa!

Este modelo incongruente vai buscar o pior do elitismo – a verborreia de quem está convencido de que sabe muito e que lá se vai maçar para partilhar tamanha sapiência com ouvintes ignaros – e uma escolha musical amiúde fácil, como quem procura subir nas audiências, cativando público pela acessibilidade da música que se transmite, de preferência alternando peças, evitando obras completas.

O que vai valendo são as transmissões de concertos e ópera, em directo ou em diferido, e a divulgação de música contemporânea, esta última de resto a desoras. Custa-me escrever isto mas, na era da internet, há cada vez menos motivos para escutar a Antena 2; a título de exemplo, experimentem os caros leitores ouvir a Rádio da Dinamarca, que tem uma programação extraordinária, sendo a intervenção dos locutores apenas para anunciar as obras em audição; e não é preciso conhecer a língua de Hans Christian Andersen para saber o que está a passar: a janela que se abre para escutar a rádio (escolham “DR Klassisk”) indica a peça em execução e a que se lhe vai seguir.

Experimentem, a bem da música!

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: