Odisseia

«Mas está oculto no seio dos deuses se voltará ou não, para se vingar deles na sua casa.» (Homero)

28 de Abril

Posted by atrida em Terça-feira, Abril 28, 2009

A 28 de Abril comemoram-se várias efemérides, de entre as quais se destacam:

– os 5 anos de vida do Pena e Espada, do amigo Duarte, combativo hoje como no primeiro dia. Parabéns!

– os 120 anos do nascimento de Salazar. Numa altura em que a democracia continua a servir-se do nome e da memória (tantas vezes distorcida) do homem e da sua obra, seja para ocultar os seus (dela) inauditos desmandos, que já duram há penosos sete pouco lustrosos lustros, seja para encher os bolsos de “empresários da comunicação” ou de escrevinhadores à míngua de talento – é impressionante o contraste entre quem defendeu intransigentemente a independência nacional e a dignidade da Pátria face aos vendilhões e inescrupulosos desgovernantes que temos;

mussolini0909092

– os 64 anos do assassinato de Mussolini, provavelmente ordenado pelo democratíssimo Churchill; a data foi lembrada por mim há três anos, numa sequência de postais que agora se recorda e cuja leitura (bem como dos judiciosos comentários que os acompanham) se recomenda vivamente:

 – 61º aniversário do assassinato do Duce

Testamento de Mussolini 

Ascoltate il Duce!

Líder mundial

Dito popular

Que repouse em paz

Para terminar, uma nota pessoal: se hoje tenho as ideias que tenho devo-o ao Duce; ainda adolescente, impressionou-me a sua obra, a honestidade do homem e a sua bondade. Cometeu erros, alguns graves, mas o seu trabalho de levantamento de um país, de união de esforços comuns em prol da Pátria, de aliança entre a Tradição e a vanguarda, de promoção da dignidade dos trabalhadores num contexto de economia de mercado, perdurarão e continuam um exemplo numa era de ganâncias sem fim, de conflitos, de controlo de mentes, de despromoção da tradição e dos valores perenes, de ataque ao que ainda resta de são no nosso mundo. Mussolini, sei Imortale!

Advertisements

5 Respostas to “28 de Abril”

  1. Maria said

    Excelentes postais estes seus de 2006. Não conhecia. Fez bem em recordá-los. Ainda falta saber muito sobre este período trágico da História recente, italiana e não só, mas saber-se-á com o tempo. Ele, o tempo, põe definitivamente tudo no seu devido lugar. Incluíndo trazer a lume os (verdadeiros) nomes e os (exactos) porquês deste assassinato encomendado. E não só este. É só dar tempo ao tempo.
    Maria

    Nota: Gostei muito de ler as palavras que o Paulo deixou em comentários.

  2. euro-ultramarino said

    Grande texto, Caro Amigo! Toda obra é um balanço e a de Mussolini é positiva, pese os esforços dos falsificadores da História. Restaurar a Itália implica necessariamente ir beber às fontes deixadas pelo Duce. Um abraço amigo.

  3. Miguel Vaz said

    Boas lembranças!

  4. Diogo said

    Salazar foi um fantoche das cinco ou seis famílias mais ricas de Portugal.

    E Mussolini? Não tinha patrões?

  5. DB said

    Muito obrigado.
    Agora esta de juntar a minha humilde casa às evocações que se seguem… Livra! Que responsabilidade.

    Abraço.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: