Odisseia

«Mas está oculto no seio dos deuses se voltará ou não, para se vingar deles na sua casa.» (Homero)

A face dos comunistas

Posted by atrida em Segunda-feira, Maio 4, 2009

Concordo com o BOS: a passeata de Vital Moreira por entre os seus ex-compagnons de route tresanda a oportunismo político. Quem andou no PC tantos anos não podia deixar de saber ao que ia e as muito prováveis consequências, que o candidato sofreu na pele. Na democracia vale tudo para ganhar votos, como tragicamente sucedeu com Sousa Franco, para dar um exemplo de banho de multidões.

Mas falta também referir o perfil do comunista português (na verdade, do comunista tout court): intolerante até à medula com ideias que contrariem o seu ideário. Quem já conversou (ou tentou conversar) com um camarada sabe bem a cegueira com que os comunistas expõem os seus pontos de vista. No auge de uma discussão sente-se que do lado de lá começam a fervilhar imagens de goulags e de outros destinos que a reacção merece e que nos gloriosos tempos da URSS estavam à pinha com opositores.

Mesmo assim, os preclaros defensores da classe operária continuam a arvorar-se em democratas (na linha do que sempre defendeu o camarada Cunhal), como democráticas (ou populares) eram as repúblicas aliadas da URSS. Tal como no 1º de Maio de há 34 anos, os comunistas portugueses mostram bem a sua fibra de estalinistas. Num ano em que sentem que o vento lhes é um pouco mais favorável, aproveitando sem vergonha a crise económica para engrossar o seu rol de votantes, o PC mostra a sua verdadeira face. A única.

Anúncios

6 Respostas to “A face dos comunistas”

  1. Bom… e qual é o mal? O que falta em Portugal é mesmo gente que não tenha medo de fazer estes políticos sentirem na pele o mal que causam.

    Pela minha parte saúdo o PCP, só lamento que isto seja apenas fogo de vista em vez de parte de algo realmente revolucionário.

  2. Maria said

    Traçou um retrato fiel do que é esquerda em Portugal. A que cita e a outra menos à esquerda mas que se escuda nessa e da qual necessita para ir sobrevivendo. Porque sem aquela esta desapareceria em menos de nada. Na realidade, tal com certos parasitas, ambas se alimentam uma da outra e as duas de um terceiro hospedeiro onde invariàvelmente se alojam com o fim de o destruir por dentro, embora estejam conscientes de que com a morte do hospedeiro elas também sucumbirão. Isto porém não as afecta mìnimamente desde que o hospedeiro Portugal desapareça também. É esta parasitagem que se vem alimentando física e espiritualmente do corpo da Nação desde há 35 anos, à espera da sua morte natural. Só então estará cumprido o papel de que foram incumbidas. A sua missão assassina terá finalmente chegado ao fim.
    Maria

  3. Diogo said

    Estamos a defender o democrata Vital Moreira?

  4. fsantos said

    É o que conclui da leitura do primeiro parágrafo? Ó, diabo…

  5. Optio said

    Este Diogo é um maroto. Inteligente mas matreiro, muito matreiro. Mais uns anitos e ele encontra a Verdade.

    😉

  6. Diogo said

    Optio, você devia ter um blog. Sem malícia!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: