Odisseia

«Mas está oculto no seio dos deuses se voltará ou não, para se vingar deles na sua casa.» (Homero)

O canalha

Posted by atrida em Quinta-feira, Agosto 13, 2009

el canallaOra aí está uma obra que bem merecia uma tradução para português.

(Via Euro-Ultramarino.)

Anúncios

3 Respostas to “O canalha”

  1. Diogo said

    Sempre me fez confusão porque é que os EUA nunca invadiram Cuba, um regime comunista mesmo ali à porta. E, no entanto, foram para o Vietname.

    Será que Fidel e Guevara eram autênticos guerilleros? Ou fantoches da maior potência do mundo? E Chavéz?

  2. infofantastico said

    Bem Diogo, é o síndrome “uma teoria da conspiração a mais”. Na insegurança de já não acreditar em nada, limito-me a escolher as mentiras em que prefiro acreditar: Chávez e Ahmadinejad, historicamente nas boas intenções de Mussolini, Ernesto Guevara e de até Hitler…

    Somos sujeitos a tanta informação e contrainformação/informação excessiva que acabam por ter o mesmíssimo efeito que uma censura, se esta segunda não nos mostra a verdade a primeira quando nos mostra a verdade já não acreditamos nela.

    Quanto a Chávez, vem bem recomendado por um conhecido comum: Alberto Buela que se encontrou com ele três vezes, por um camarada histórico: Norberto Ceresole, por semi-interposta pessoa: Alain de Benoist que com ele trocou algumas impressões segundo Buela (mas mantendo contacto pontual com o Benoist posso pedir detalhes), e finalmente, por interposta pessoa oficial: os elogios que recebi num acto oficial do general Lucas Rincón, ex-ministro de Chávez e actual embaixador da Venezuela em Portugal.

    Se é certo que os governos russo, iraniano e venezuelano me têm sido simpáticos, é também verdade que nada ganham com isso, sou um Zé Ninguém sem qualquer influência (artigos de opinião em três jornais regionais em termos de geopolítica não contam para nada), sobra-me a ilusão de que essa cordialidade é uma manifestação de camaradagem na mútua oposição ao Grande Satã… ou talvez me domestiquem à medida que me afagam o ego?

    Voltando ao Che… a lenda inspira-me, encoraja-me, prefiro mantê-la assim do que recordar o homófobo racista com os defeitos de qualquer humano, embora não fosse mais que um reflexo do seu tempo.

  3. O comentário anterior é meu.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: