Odisseia

«Mas está oculto no seio dos deuses se voltará ou não, para se vingar deles na sua casa.» (Homero)

  • Artigos Recentes

  • Arquivos

  • Comentários Recentes

    hdocoutto em Para acabar de vez com o mito…
    Fernandes em Para acabar de vez com o mito…
    Rui tojal em Para acabar de vez com o mito…
    afmsjksua@gmail.com em Dostoievski sobre os jude…
    Aalborgsteamcarwash.… em “Imigrante ambiental…
  • Blog Stats

    • 80.713 hits

Archive for the ‘EUA’ Category

Qual é o teu clube?

Posted by atrida em Quarta-feira, Setembro 17, 2008

No filme “Weekend” (1967), do esquerdista Jean-Luc Godard – obra que prenuncia fortemente Maio de 68-, uma senhora pergunta ao personagem interpretado por Jean Yanne: “E você, prefere ser f***do por Nixon ou por Mao?”. As diatribes actuais na blogosfera (e não só) sobre o conflito na Geórgia parecem configurar uma mesma situação: ” a que clube é que pertences, ao dos EUA ou ao da Rússia?”.

Conhecendo-se as ambições imperialistas permanentes dos dois grandes países, é caso para dizer que nesta disputa “clubística” as pessoas discutem sob que imperialismo é que preferem vegetar. Vegetar enquanto Nação, vegetar enquanto homens livres.

Se nos anos 60 um dos lemas dos nacionalistas franceses (e adoptado por nacionalistas de outros países) era “nem monopólios nem sovietes”, hoje parece que já todos se resignaram a escolher entre dois males, entre dois impérios, sob a ilusão de que o que escolhem é o que assegura a liberdade e um modo de vida (clube EUA) ou a resistência à globalização e ao império americano (clube Rússia), sem se aperceberem que parecem escravos a tentar escolher o senhor sob o qual se vão albergar.

Isto diz muito sobre o nível de reflexão nos nossos tempos, seja em que ambiente político nos situemos. No início da Guerra dos Balcãs, Le Pen e o Front National manifestaram-se ruidosamente a favor da Croácia contra a agressora Sérvia. Passados uns anos já defendiam a Sérvia (que não havia mudado a sua política externa um milímetro), sob pretexto de luta contra o islamismo e a influência americana na região; já não se tratava de um regime nacional-comunista, era antes uma vítima da Nova Ordem Mundial e um exemplo de resistência.

A URSS que invadiu o Afeganistão, que matou (já bem dentro da perestroika) independentistas lituanos, foi condenada; a Rússia – país cujos serviços secretos mandam pelos ares blocos de apartamentos num subúrbio moscovita e logo invade a Chechénia a pretexto de guerra contra o terrrorismo – é muito diferente dos EUA que, a pretexto de atentados com origem muito mal explicada, invadem o Afeganistão (já é sina) e o Iraque?

Há quem ache que sim. Lenine chamar-lhes-ia “idiotas úteis”. Pois, também há nacionalistas que admiram a intransigência israelita, modelo de “estado étnico” a replicar na Europa… Enquanto puxam para um ou outro lado não enxergam que fazem um jogo que de modo algum é o da sua liberdade.

Trágico.

Posted in EUA, Rússia | Com as etiquetas : , | 10 Comments »

O ataque ao USS Liberty

Posted by atrida em Quinta-feira, Junho 12, 2008

8 de Junho de 1967: o navio norte-americano USS Liberty é atacado pelas forças aéreas e navais de Israel. Trinta e quatro soldados americanos morrem no cobarde ataque, que Israel alega ter ocorrido por engano. Na verdade, como foi confirmado por um piloto israelita quinze anos depois, Israel sabia muito bem o que estava a fazer: o piloto revelou aos seus superiores que tinha reconhecido o navio americano mas aqueles disseram-lhe para ignorar a bandeira e prosseguir o ataque; como recusou, foi preso assim que regressou à base. Estas declarações foram corroboradas pelo antigo embaixador dos EUA no Líbano, Dwight Porter, que afirma que a transmissão rádio do pilto foi escutada na embaixada.

Como se escreve aqui, «em lugar de justiça, o que o povo americano recebeu desde então foram mentiras e um envolvimento cada vez mais profundo nos assuntos de uma nação-gangster, baseada em duplicidades, genocídio e uma sede louca pela dominação mundial. Como recompensa pelo assassinato de 34 marinheiros a bordo do USS Liberty, Israel, em vez de receber uma declaração de guerra por parte do congresso dos EUA, embolsou talvez um trilião de dólares, com os quais colocou ainda em maior perigo a liberdade e a segurança do povo americano».

O blogue USS Liberty constituiu um dossier de textos sobre a tragédia, cuja leitura e divulgação recomendamos.

Posted in EUA, Israel, Terrorismo | Com as etiquetas : , , | 1 Comment »