Odisseia

«Mas está oculto no seio dos deuses se voltará ou não, para se vingar deles na sua casa.» (Homero)

Archive for the ‘PS’ Category

Sócrates e Chávez

Posted by atrida em Quinta-feira, Dezembro 10, 2009

Há mais semelhanças entre Chavez e Sócrates do que à primeira vista possa parecer. Ambos estão agarrados ao poder. Ambos recorrem a meios obscuros para reforçar o seu poder. Ambos têm uma retórica de esquerda.

Chavez quer instituir uma república “popular” à maneira de Cuba (controlo das opiniões, controlo da economia, esmagamento das oposições), Sócrates apenas quer manter-se no poder o maior tempo possível. Mas isso implica partilhar alguns objectivos: precisamente o controlo da opinião e o controlo da economia. Por via destes, o esmagamento (ou estiolar) das oposições será uma consequência teoricamente alcançável.

O controlo da economia por parte de Sócrates passa nomeadamente pela pressão sobre as empresas de construção e sobre a banca. Aquelas, interessadas nas adjudicações milionárias, tendem a ser generosas nas contribuições para as campanhas políticas (e muitas vezes para as contas bancárias de alguns dirigentes), na expectativa / certeza da atribuição de alguns trabalhos às suas empresas. Já a banca passou a estar sob um controlo político só visto no pós 11 de Março de 1975: os homens de mão do PS estão na CGD; o Millennium BCP, com a entrada de Armando Vara após a denúncia (não inocente) dos escândalos com os off-shores, também anda a reboque do partido no poder. Assim, pouco ou nada se decide no maior banco público e no maior banco privado sem o aval do PS.

O controlo da opinião passou pelo controlo dos órgãos de comunicação social. E aqui os exemplos são gritantes: para além do escândalo da suspensão do Jornal Nacional da TVI (com o beneplácito hipócrita da socialista Prisa), temos o controlo do grupo de Joaquim Oliveira: DN, JN, 24 horas, TSF… O grupo do irmão do ex-seleccionador nacional (que esteve, como o próprio reconheceu “off the record”, envolvido no maior escândalo do futebol português: o caso N’Dinga), passando por dificuldades financeiras, viu as mesmas aliviadas por meio de um empréstimo de 300 mil euros. O banco “caridoso”: o Millennium BCP. O seu responsável pelas decisões de atribuição de empréstimos: Armando Vara. E assim se percebe facilmente a verdadeira subserviência dos órgãos de comunicação citados perante o governo, com destaque para o degradante DN, actualmente um verdadeiro cãozinho ao serviço do dono Sócrates, sem qualquer pudor. Ou para o 24 horas, que negou o seu pendor sensacionalista no que se refere ao caso Casa Pia. Porque será?

Podíamos também falar na domesticação do Diário Económico, da simpatia do grupo de Balsemão por Sócrates, da recente substituição do incómodo director do Público. Etc. Cabe aqui um louvor ao director do Sol, que denunciou uma manobra do PS para aliviar os problemas económicos do semanário de José António Saraiva. O “troco”: o abandono das investigações sobre o caso Freeport. E a atitude dúbia da AACS mostra a força do PS.

Não poderíamos deixar de falar na “justiça”. E se Chavez tem tido problemas em domá-la, só não se pode dizer o oposto de Sócrates porque o primeiro ministro está envolvido numa nebulosa de casos interminável, vindo à tona com a divulgação de novos escândalos. Porque a pusilanimidade do PGR e do presidente do STJ, bem como a postura protectora de PS e de Sócrates mostrada pelo inenarrável Marinho Pinto, mostram que os “almoços da justiça”, promovidos pelo anterior ministro da tutela envolvendo estas três figuras, terão sido bem proveitosos para o PS. Mas nada para a Justiça e para o país.

Mas isso são considerandos que não interessam ao poder. Aqui como na Venezuela.

Posted in Chávez, PS, Sócrates | Com as etiquetas : , , | 3 Comments »