Odisseia

«Mas está oculto no seio dos deuses se voltará ou não, para se vingar deles na sua casa.» (Homero)

  • Artigos Recentes

  • Arquivos

  • Comentários Recentes

    hdocoutto em Para acabar de vez com o mito…
    Fernandes em Para acabar de vez com o mito…
    Rui tojal em Para acabar de vez com o mito…
    afmsjksua@gmail.com em Dostoievski sobre os jude…
    Aalborgsteamcarwash.… em “Imigrante ambiental…
  • Blog Stats

    • 80.335 hits

Posts Tagged ‘PCP’

Gulags? Que é isso?

Posted by atrida em Sexta-feira, Outubro 23, 2009

O Miguel Vaz e a Cristina toparam esta entrevista dada por uma novel deputada do PC, Rita Rato de seu singelo nome. O entrevistador, com paciência, vai tentando encontrar algum discernimento (ou ponta de honestidade) na criatura:

– Como encara os campos de trabalhos forçados, denominados gulags, nos quais morreram milhares de pessoas?

– Não sou capaz de lhe responder porque, em concreto, nunca estudei nem li nada sobre isso.

– Mas foi bem documentado…

– Por isso mesmo, admito que possa ter acontecido essa experiência.

– Mas não sentiu curiosidade em descobrir mais?

– Sim, mas sinto necessidade de saber mais sobre tanta outra coisa…

Ora, ou a menina é de uma ignorância inaudita (o que não é de excluir), ou de um despudor a que não se pode chamar inaudito porque, como dizia um conhecido meu, um comunista só pode ser uma de duas coisas: ou um grande hipócrita – ou um grande ingénuo. A menina Rato nunca leu nada sobre a “experiência” (campos de concentração onde morreram milhares e milhares de prisioneiros são “uma experiência”) mas sabe, aos 26 anos, que a seguir ao desmoronamento da URSS (quando a moça tinha uns dez anitos) “o partido fez (sic) um congresso extraordinário”.

É verdade que teve bom mestre, afinal não foi o Dr. Barreirinhas Cunhal que, em plena perestroika, confessou que ignorava que tivessem existido gulags?

E, recuando ainda mais no tempo, tivemos o mestre supremo, Lénine, que terá dito que “a mentira é a principal arma do combate bolchevique”.

Fez história.

E fica o registo de uma deputada de 26 anos que, entre conhecer o lado negro (milhões de mortos, países que funcionavam como um gigantesco campo de concentração onde qualquer dissidência era tratada policialmente) da ideologia que defende e “tanta outra coisa”, hesita… Uma patarata com assento parlamentar, é o que é.

Posted in branqueamento histórico, comunismo, comunistas, PCP, Rita Rato | Com as etiquetas : , , , , | 6 Comments »

Não há guerrilha como esta!…

Posted by atrida em Quinta-feira, Julho 3, 2008

… glosando o lema da Festa do Avante! No dia em que Ingrid Bettencourt e outros reféns das FARC foram libertados, será interessante voltar ao tema da participação do grupo terrorista na festa do PCP.

Lendo alguns blogues afectos ao partido, “ficamos a saber” que as FARC não participaram na Festa, nem muito menos foram convidadas. O que por lá apareceu foram jornais da filantrópica organização no stand do Partido Comunista da Colômbia!

Ficamos descansados! Afinal, o PCP mostra a sua verdadeira face democrática, promovendo a liberdade de expressão até de organizações cuja conduta veementemente condena…

Posted in FARC, Festa do Avante, Ingrid Bettencourt, PCP | Com as etiquetas : , , , | 1 Comment »

Divulgações e omissões comunistas

Posted by atrida em Quinta-feira, Março 6, 2008

«A colecção do Avante!, de 15 de Fevereiro de 1931 a Abril de 1974, está no “site” do PCP (www.pcp.pt) numa secção especial, é consultável através de datas e temas, sendo uma das formas de o partido assinalar o 87.º aniversário.» Diz-nos a notícia da RTP que «desde a reorganização do PCP de 1940/41, em que o líder histórico, Álvaro Cunhal, teve um papel central, que o jornal do PCP se publica sem interrupções, mesmo durante a ditadura, derrubada a 25 de Abril de 1974».

Não conheço a fundo a história deste jornal mas o mínimo que se pode dizer é que o hiato entre Maio de 1939 e Agosto de 1941 no rol de números consultáveis no site do PCP é mais que conveniente pois exclui todo o período que medeia entre o Pacto Ribbentrop-Molotoff (24 de Agosto de 1939) e a invasão da URSS pelas tropas de Hitler (22 de Junho de 1941). Nesse período os satélites ocidentais do PCUS eram no mínimo indulgentes para com o regime nacional-socialista. Até o PCF mostrava a maior tolerância para com o ocupante da França!

Depois, com a entrada da Wehrmacht em território soviético, em 22 de Maio de 1941, os comunistas de todo o mundo puderam dar largas ao seu anti-nazismo visceral… Muito gostaríamos de poder ler os comunicados do Dr. Cunhal e seus acólitos sobre a amizade alemã-soviética…

Quanto ao arquivo consultável, é-nos servido o habitual repositório da lenga-lenga comunista, com as suas omissões convenientes e a linguagem fria de politburo, com a denúncia do salazarismo página-sim, página-sim e a exaltação dos “grandes feitos” soviéticos, com a omissão dos crimes de estado que por lá se praticaram ininterruptamente desde 1917 até ao período de Gorbatchov.

Posted in Avante!, Pacto Ribbentrop-Molotoff, PCP | Com as etiquetas : , , | 5 Comments »